TEL: 116 (Atendimento disponível 24 horas por dia)

EMISSÃO DE BOLETOS

Celpe aposta em tecnologias de redes inteligentes e alcança melhores indicadores de qualidade


Celpe aposta em tecnologias de redes inteligentes e alcança melhores indicadores de qualidade

 

Sistema AIR, sigla para Automação Inteligente de Redes, permite o restabelecimento automático da energia, reduzindo o tempo e o número de vezes em que acontecem interrupções no fornecimento de energia

A maioria das pessoas nem imagina, mas a rede elétrica é composta por uma tecnologia que vai muito além do que postes e cabos. Investimentos em automação, inovação e redes inteligentes (smart grids, em inglês) levaram a Celpe a reduzir a frequência e a duração das interrupções no fornecimento de energia. A distribuidora está abaixo dos limites estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para os indicadores de qualidade que avaliam a frequência média das interrupções (FEC, medida em vezes) e a duração média em que isso acontece (DEC, em horas). Uma das principais iniciativas, que levou a esse cenário, foi a implantação do sistema AIR, sigla para Automação Inteligente de Redes, desenvolvido para a auto recomposição das redes.

A tecnologia atua em caso de ocorrências provocada por fatores externos que acarretam a interrupção do fornecimento. O sistema identifica o ponto e, sempre que possível, realiza manobras isolando automaticamente o problema e transferindo as cargas para que o menor número possível de clientes fique sem suprimento de energia. Em função das características das áreas de concessão das distribuidoras, a Aneel estabelece limites de qualidade diferentes, de acordo com a complexidade de cada mercado. Para avaliar o DEC e o FEC de cada concessionária, o órgão regulador leva em consideração peculiaridades como extensão territorial, características da rede elétrica e condições socioeconômicas.

A frequência média de interrupção do serviço na Celpe foi de 5,36 vezes nos três primeiros meses de 2020, FEC menor do que as 8,34 previstas pelo órgão regulador e em queda em relação aos 5,90 registrados no mesmo período de 2019. A duração média foi de 11,37 horas, abaixo do limite, que era de 13,4, e do número medido no mesmo período do ano passado, que foi de 11,68. O AIR foi instalado em 93 religadores em Petrolina e, em Pernambuco, os equipamentos da Região Metropolitana do Recife também operam com um sistema automatizado centralizado.

Como funciona o Sistema AIR

O AIR detecta o local exato do problema, sem a necessidade de intervenção humana, e isola a rede que foi atingida, retomando, imediatamente, o fornecimento para o maior número possível de clientes. Com o sistema, o número de consumidores afetados pode ser reduzido em até 70% e o restabelecimento de energia pode acontecer em até 60 segundos.

Na prática, na ocorrência de uma interrupção, o próprio sistema estabelecesse um “novo caminho” para que a energia alcance o cliente. Todos os equipamentos da rede elétrica estão conectados por uma infraestrutura de telecomunicações (fibra ótica, rede celular 4G ou satélite) a sistemas de controle, em que são programadas sequências lógicas considerando as possibilidades da rede, como número de clientes, carga e tensão. Se houver uma mudança na estrutura da rede, a tensão é alterada e o sistema envia o comando de como cada equipamento vai agir diante da situação.

A ampliação da instalação do Sistema AIR na rede de distribuição reforça o compromisso da Celpe com a qualidade do fornecimento de energia elétrica. O projeto faz parte das iniciativas da empresa para implantação do conceito de Smart Grids (redes inteligentes), nova tendência mundial na distribuição de energia elétrica.

 Respostas com mais agilidade

O AIR ainda alerta o Centro de Operações da Celpe e, com isso, danos físicos aos equipamentos podem ser resolvidos também de forma mais eficiente pelas equipes de campo. Garantindo ainda mais agilidade, a gestão das equipes de campo é feita de forma automatizada, desde a implantação do Sistema ClickSoftware, em dezembro de 2019. No momento em que o aviso é recebido, a ferramenta aciona o time que estiver mais perto e que tenha as habilidades necessárias para reparar os danos à rede elétrica. Essas informações são configuradas na plataforma, que coordena, além das ações emergenciais, as preventivas e comerciais nas concessionárias da Neoenergia.

Sistema AIR nas demais distribuidoras da Neoenergia

Na Elektro, por exemplo, até o primeiro trimestre deste ano, o AIR chegou a sete cidades: Guarujá, Aguaí, Rio Claro, Atibaia, Cabreúva, Mairiporã e Três Lagoas, totalizando mais de 220 equipamentos religadores. A frequência média de interrupções no fornecimento de energia na distribuidora foi de 4,25 vezes no mesmo período, enquanto o limite previsto pelo órgão regulador era de 6,39. O número também é menor do que o valor registrado no primeiro trimestre do ano passado, que foi de 4,51 vezes. A duração média de interrupções no serviço nos três primeiros meses de 2020 foi de 7,22 horas, abaixo das 8,3 horas previstas pela Aneel em 2019.

A Cosern teve FEC de 4,59 vezes no primeiro trimestre de 2020, muito abaixo das 8,01 exigidas pela Aneel e das 5,41 registradas no mesmo período do ano passado. A DEC na concessionária foi de 9,37 horas de janeiro a março deste ano, enquanto o limite regulatório era de 11,92 e o valor nesses meses em 2019 foi de 11,46. No Rio Grande do Norte, a cidade de Canguaretama conta com o sistema de automação de redes, em 39 religadores.

Na Coelba, a FEC foi de 5,93 vezes no primeiro trimestre do ano, menos do que 6,01 do mesmo período em 2019 e do que os 7,87 estabelecidos como limite pela Aneel. No início deste ano, houve um aumento sutil na DEC, que passou de 12,83 para 13,06 horas, mas a duração média continua abaixo do valor previsto pela agência reguladora, que era de 14,11. Na Bahia, o AIR está nas cidades de Vitória da Conquista e Feira de Santana e, até o fim de 2020, será concluída a instalação em Itabuna. Quatrocentos e vinte equipamentos operam com o sistema.

Have any Question or Comment?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *